Por muito tempo esse espaço esteve parado...
Foi criado para percorrer um determinado caminho mas acabou esquecido e abandonado na primeira curva.
Que esse caminho floresça, ainda que não siga
exatamente o traçado original.
Seja nosso (a) companheiro(a) nessa jornada, se assim o desejar.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------Heloisa
--------------------------------------------------------------------------------------------------------- obomcaminho@gmail.com

O reflexo das nossas buscas, encontros e desencontros pelos caminhos da Vida.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Não sou de ficar na cama. Desde criança tenho tendência a hiperatividade, senão física, mental. Nas vezes que fui obrigada pelas circunstâncias a ficar deitada minha mente voava, criando mundos fantásticos ou histórias para os carros e pessoas que via passar da janela do hospital. Mesmo nos finais de semana, quando posso ficar deitada até mais tarde, não tenho paciência pra isso. Quero movimento, fazer coisas, criar coisas, ver pessoas.

As dores no corpo, provocadas pela forte gripe, não me permitem muita ação; as dores de cabeça, provocadas pela sinusite, não me permitem devanear por muito tempo. Tudo que faço ou penso parece ser em esquetes curtos e rápidos, e pior, totalmente sem graça.

Com isso as horas ficam mais longas; o silêncio, mais pesado e a desordem de uma casa preparada para mudança me incomoda. Olhar nossa vida posta em caixas de papelão, lacradas e rotuladas; não ter mais à disposição os livros e os filmes que poderiam ajudar o tempo a passar, está me irritando.

Pior que a espera pelo término da gripe está sendo a espera pelo recomeço da vida.
Mais um recomeço de tantos que já vivi. Esse, talvez, diferente por não mais conter o elemento de sonho e esperança que havia nos anteriores. Agora vamos com a realidade nua e crua por companheira. Se isso é melhor ou pior não faço a mínima ideia... realidade sem fantasias não faz carnaval, não faz festa, mas é a única que temos.
E temos que comemorar por tê-la, ainda que demore a chegar.
Tomara que a gripe passe logo e nosso dia de ir embora daqui chegue em breve.
Nem todos os sonhos são bonitos quando se transformam em realidade.
Há sonhos que deveriam ficar pra sempre apenas como sonhos...

Heloisa

3 comentários:

Anônimo disse...

Talvez, finalmente, estejas compreendendo a mensagem da vida para ti. O ideal e o real pertencem a universos distintos. Elementos dos sonhos, do que idealizas, do que crias podem se materializar e fazer parte temporariamente da tua realidade, mas não necessariamente da realidade que queres para o mundo, por melhores que sejam as intenções. Simplesmente porque a realidade é composta pela interação de vontades e estas são criações de outros humanos, criaturas falíveis, com vontades próprias (e não necessariamente iguais às tuas), criaturas pertencentes a diferentes níveis de evolução. Entendes agora porque “nem todos os sonhos são bonitos quando se transformam em realidade”? E sim, “há sonhos que deveriam ficar pra sempre apenas como sonhos...”. Pelo menos até seus criadores terem condição de aceitar que a plenitude de suas concretizações é mais um sonho...
Tu vais ficar bem. Continue aceitando o que não podes mudar...por enquanto. Lembre-se que a vida é dinâmica. E parar, por mais contraditório que pareça, faz parte dessa dinâmica.
Um abraço, minha irmã!

O Bom Caminho disse...

Vc bem sabe o quanto é difícil, pra mim, parar...Mas se isso faz parte do meu aprendizado, que assim seja.
Saúdo o seu movimento enquanto espero a hora de retomar o meu.
bj, Helô

Anônimo disse...

A partir do momento que sua alma aceitar verdadeiramente que o que parece estar parado é apenas mais uma ilusão e parar de lutar com os sinais e apenas observá-los para compreendê-los, verás que o que parecia estar estático nunca esteve. O moviemnto é contínuo...sempre. No fundo você sempre soube disso. Apenas é peciso reconhecer e aceitar.Difícil? Sim, como tudo que ainda não aprendemos a dominar. DEpois, torna-se fácil...
Bjs.