Por muito tempo esse espaço esteve parado...
Foi criado para percorrer um determinado caminho mas acabou esquecido e abandonado na primeira curva.
Que esse caminho floresça, ainda que não siga
exatamente o traçado original.
Seja nosso (a) companheiro(a) nessa jornada, se assim o desejar.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------Heloisa
--------------------------------------------------------------------------------------------------------- obomcaminho@gmail.com

O reflexo das nossas buscas, encontros e desencontros pelos caminhos da Vida.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Cada um


“Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és”.
 Fernando Pessoa




Acho que quase todo mundo deve conhecer alguém que parece não saber viver sozinho, que precisa do outro para conferir sentido a sua existência; até mesmo para descobrir-se. Torna-se vegetariano quando o companheiro(a) lhe mostra as vantagens para a saúde ou como os animais são sacrificados para servir à alimentação. Ou místico, atleta, crente ou qualquer outra coisa que seja importante e faça parte da vida do outro, para criar pontos de contato mais próximos.
Conforme a relação se desenvolve, isso pode acabar se tornando uma espécie de dependência em relação ao outro, quando o tal comportamento só faz sentido dentro daquela relação e não se torna uma opção pessoal de vida.
O grande problema é quando a relação acaba e a pessoa fica com um "pepino" na mão: traçou um rumo, seguiu por ele e, de repente, cade o sentido de tal coisa?
Seguir em frente, parar ou mudar de rumo é uma decisão emocionalmente difícil.
Insistir num caminho que perdeu o sentido é uma violência que você não merece se impor. Portanto, volte atrás sem culpa, redescubra a vida e seja feliz apenas com o que é realmente seu. O que os outros vão dizer? Ah! me perdoe, mas leve para o seu travesseiros apenas os SEUS sonhos; os dos outros, que cada um os viva!
Heloisa



Nenhum comentário: