Por muito tempo esse espaço esteve parado...
Foi criado para percorrer um determinado caminho mas acabou esquecido e abandonado na primeira curva.
Que esse caminho floresça, ainda que não siga
exatamente o traçado original.
Seja nosso (a) companheiro(a) nessa jornada, se assim o desejar.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------Heloisa
--------------------------------------------------------------------------------------------------------- obomcaminho@gmail.com

O reflexo das nossas buscas, encontros e desencontros pelos caminhos da Vida.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Sintonia

Lembra quando, antigamente, a gente precisava girar um botãozinho para sintonizar o rádio? E como era complicado acertar esse ajuste? Um tantinho a mais ou a menos e lá vinha um ruído chato, um chiadinho. Podíamos até escutar a música ou o programa, mas nem sempre conseguíamos uma recepção perfeita se não encontrássemos um “ponto exato” da sintonia.

Pois bem... acho que muita gente já consultou algum tipo de oráculo (Tarot, Runas, Búzios ou qualquer outro) em busca de orientações ou soluções. Já deve ter acontecido, também, algumas vezes, de sair da consulta com a aquela sensação de “ruído”, de que algo não estava bem sintonizado. E isso pode realmente acontecer.

A relação consulente/oráculo é intermediada pelo leitor do oráculo – seja este uma outra pessoa ou você mesmo. Quando você faz a consulta para si próprio, o “ruído” pode vir de suas emoções e/ou expectativas quanto aos resultados, criando véus que nem sempre permitem a interpretação com clareza. Quando procura uma outra pessoa para ler essa interpretação é preciso que a sintonia entre os três elementos – você/oráculo/leitor – esteja no ponto ou que haja tempo para que esse ajuste se realize, em repetidas interações.

O que acontece na maioria dos casos é que o consulente vai uma única vez e espera que a tal sintonia se realize de imediato – o que pode ou não acontecer.
Existem situações que mesmo depois de várias consultas a tal sintonia não é conseguida. Por outro lado, em alguns casos a sintonia é imediata para uma pessoa e não para outra.
Já vivi os dois lados dessa moeda: num dia atendi duas pessoas; com a primeira foi interação total e imediata; com a segunda aconteceu uma espécie de trava, que não deixou a interação fluir. A primeira pessoa saiu da consulta satisfeitíssima; a segunda, nem tanto.
No papel de consulente, visitei um oraculista dos búzios que me foi altamente recomendado por amigos, satisfeitíssimos com os resultados, mas que não conseguiu uma boa sintonia comigo.

O que fazer então para encontrar o ponto exato dessa sintonia?
Não faço a menor ideia...
Se alguém tiver uma sugestão, me avise, por favor.
Heloisa

Nenhum comentário: