Por muito tempo esse espaço esteve parado...
Foi criado para percorrer um determinado caminho mas acabou esquecido e abandonado na primeira curva.
Que esse caminho floresça, ainda que não siga
exatamente o traçado original.
Seja nosso (a) companheiro(a) nessa jornada, se assim o desejar.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------Heloisa
--------------------------------------------------------------------------------------------------------- obomcaminho@gmail.com

O reflexo das nossas buscas, encontros e desencontros pelos caminhos da Vida.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Lugares: Águas de São Pedro

Portal de cidade

Águas de São Pedro é uma pequena cidade (a segunda menor do Brasil em extensão territorial) localizada na região noroeste do estado de São Paulo. 

Foi fundada em 25 de julho de 1940, por iniciativa de Octávio de Moura Andrade, que se dispôs a criar uma cidade em torno das fontes de água mineral aqui descobertas.
Avenida central antes das "obras de modernização"
A descoberta dessas águas foi um acaso, por volta de 1920, quando se procurava petróleo nessas terras. Perfurados os poços em busca do “ouro negro”, nada encontraram a não ser água. Os poços foram abandonados e a água continuou jorrando. 

Praça dos Rouxinóis
Apenas em 1934 as águas “malcheirosas” – que os animais adoravam beber e tornava a vegetação ao redor exuberante – chamaram atenção e construiu-se o primeiro balneário (bastante rústico, em tábuas), que começou a atrair as pessoas pelas suas propriedades medicinais e curativas.

Entre 1936 e 1940, as águas passaram por várias análises do IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas, da USP, e foram determinadas as características químicas e medicinais das três fontes existentes:

JUVENTUDE: (Água Sulfurosa) Indicada para o tratamento de: Reumatismo, Diabete, Alergia, Asma, Colites, Moléstias de Pele, Intoxicação e Inflamação. Deve-se tomar de 50ml a 80ml. Usada também para banho de imersão.

GIOCONDA: (Água Sulfatada Sódica Radioativa) Indicada para tratamento de: Fígado, Vesícula Biliar e Intestinos. Deve-se tomar de 50ml a 80ml 1h antes das refeições.

ALMEIDA SALLES: (Água Bicarbonata Sódica) Indicada para o tratamento de: Azia, Excesso de Acidez Gástrica, Diabete, Cálculos Renais. Deve-se tomar de 50ml a 80ml. Após as refeições.

Hotel Avenida
Comprovada a qualidade das águas e seus benefícios, Octávio Moura Andrade iniciou a compra das terras necessárias para a implantação da nova Estância. O projeto de urbanização foi elaborado pelo Eng. Jorge de Macedo Vieira, que criou o melhor exemplo de uma “cidade-jardim” do Brasil, com amplos parques, muita área verde, ruas largas e suaves, sem grandes aclives, criando um moderno projeto urbanístico perfeitamente adequado à realidade topográfica do local. O Escritório Técnico Saturnino de Brito, do Rio de Janeiro, foi contratado para planejar toda a infra-estrutura.

Ciclovia ao lado do bosque

Para que se tenha idéia da grandiosidade desse planejamento, somente o parque florestal ao redor do Grande Hotel, hoje denominado “Parque Dr. Octavio Moura Andrade”, com quase um milhão de metros quadrados, foi inteiramente reflorestado com o plantio de milhares de árvores de essências, como pau-brasil, ipês, palmeiras, sibipirunas, flamboyants, acássias, tipuanas, etc., além de eucaliptos. 

Para criar um micro-clima mais saudável, uma vez que a região era formada por antigas fazendas de café abandonadas em conseqüência da crise de 1929 e do depauperamento do solo coberto na época apenas por capim “barba de bode”, foram plantados em torno da cidade 1.200.000 pés de eucaliptos, que com suas emanações propiciavam um ar mais puro para a região.



a "nossa rua"
De acordo com o Censo do IBGE, em 2010, viviam na cidade 2.703 pessoas; todas na área urbana, uma vez que aqui não existe zona rural, como também não existem indústrias. Toda a vida econômica da cidade gira em torno do turismo.






Feira de Artesanato - extinta pela prefeitura
O que poderia ser um diferencial, pelas características de sua localização, construção e atrativos, acabou por tornar-se uma “sina” para a cidade, pelas precárias administrações que vem se repetindo nos últimos anos. 

Feira de Escambo - extinta pela prefeitura
Com o turismo em queda, a decadência vai se evidenciando pela cidade. Nos quatro anos que estou aqui é notória a queda da qualidade de vida: a tranqüilidade que as pessoas vinham buscar fica, a cada dia, mais comprometida pela falta de planejamento e por ações políticas desprovidas de um sentido maior.  O número de casas à venda e a saída de moradores é a maior tradução disso tudo.

Quando chegamos aqui, em 2007, encontramos um grupo de recém chegados como nós. Traziam sonhos e a vontade de construir, de criar raízes, de ficar aqui e se integrar à vida da cidade, montando seus próprios negócios ou trabalhando no que já existia. Pessoas altamente qualificadas, quase todos graduados e pós-graduados, com vasta experiência profissional para somar e fazer crescer a cidade. Vinham de diferentes regiões, em busca de uma vida diferente da que tinham nas metrópoles, e tinham em comum a paixão despertada por este lugar, a vontade de construir uma vida tranqüila para suas famílias e somar esforços para o desenvolvimento sustentável dessa cidade.

Por do sol na "Floresta Escura"
Com o passar do tempo, descobrimos que a “egrégora” desse lugar estava fechada e repelia qualquer tentativa de aproximação e participação. Durante anos lutamos, cada um do seu jeito, tentando de todas as maneiras conseguir uma forma de integração que nos permitisse ficar. Não deu certo... Daquele grupo, somos os únicos que ainda estamos aqui, esperando nossa hora de partir também.

O mais interessante foi descobrir que um novo grupo de pessoas está chegando agora e todos trazem os mesmos sonhos e ilusões que trouxemos, anos atrás. A “magia” dessa cidade continua forte, sedutora e atrativa. Tomara que esse grupo tenha mais sorte que nós.
Ou melhor, que tenha a oportunidade de viver e aprender tudo que vivemos (intensamente) e aprender (se possível, de forma menos dolorosa) o que nos foi permitido.

Arco-íris visto da varanda de nossa casa
Muitos acreditam – e isso é comum nas diversas e diferentes correntes espirituais que conhecemos aqui – que Águas de São Pedro é um “local de força”, um ponto energético do planeta, que favorece a regeneração da alma, por isso atraindo tantas pessoas que precisam de um lugar para sua metamorfose espiritual e regeneração física.

Seja como for, que sejam bem-vindos a essa experiência.
E que nós possamos partir em paz.

Heloisa

Nenhum comentário: